Suspeito de executar promotor no interior de Pernambuco apresenta imagens de circuito de TV que podem inocentá-lo

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/10/2013 às 16:35
Leitura:
O agricultor Edmacyr Cruz Ubirajara, que está cumprindo prisão preventiva, é apontado pela polícia como o principal suspeito de executar o promotor Thiago Faria Soares, de 36 anos, na cidade de Itaíba, no Agreste pernambucano. No entanto, cinco imagens de circuitos de TV, apresentadas à imprensa, podem ser aliadas na defesa que busca comprovar a inocência do agricultor, segundo o advogado e sobrinho do suspeito, Leandro Ubirajara. Ele detalha que o conteúdo da imagem, comprova o que Edmacyr afirmou em depoimento. edmacy-FotoWagner-SarmentoJC2 Edmacy Cruz Ubirajara é suspeito de assassinar o promotor Thiago Faria Foto: Wagner Sarmento/JC A família divulgou as imagens para a imprensa, nesse domingo (20), mas, segundo o defensor, a polícia deve ter conseguido as imagens desde a quarta-feira (16), um dia depois da prisão de Edmacyr. O advogado do suspeito ainda relatou que espera a liberação o quanto antes, e que vai esperar até o fim da prisão temporária, que tem duração de 30 dias. O chefe da Polícia Civil de Pernambuco, delegado Osvaldo Moraes, confirma que a polícia está analisando as imagens. Ele afirmou que elas se tratam de uma prova importante para o contexto das investigações e que vão servir na busca da verdade. O repórter Thiago Graf traz todas detalhes na matéria: O ex-namorado de Mysheva Martins, o empresário Glécio Oliveira, deixou a delegacia de Águas Belas no início da tarde desta segunda-feira (21). A polícia queria saber se Glécio teria emprestado dinheiro à ex-namorada para ela arrematar as terras em um leilão da justiça. O que, segundo o advogado do empresário, não ficou comprovado. O depoimento demorou mais de 2 horas. No início da manhã a polícia recebeu a denúncia de um veículo carbonizado no bairro Pé-de-Serra, na periferia da cidade. O carro, um Corsa Hatch, poderia ser o mesmo usado para transportar o assassino do promotor, mas os peritos do Instituto de Criminalística já descartaram esta hipótese. No final da tarde de hoje, a esposa de Zé Maria de Mané Pedo, suspeito de ser o mandante do crime, deve ser ouvida pelos delegados que apuram o caso. O disque denúncia está oferecendo R$ 10 mil para quem contribuir com informações sobre a localização de Zé Maria de Mané Pedo. Qualquer informação pode ser repassada pelo telefone 3421-9595. d denuncia O repórter Nilton Leal, da TV Jornal Caruaru, traz detalhes direto de Águas Belas:

Mais Lidas