Para comissão da verdade de Pernambuco, morte do Padre Henrique teve motivação política


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/10/2013 às 15:05
Leitura:
Da Rádio Jornal padre-henrique Padre Henrique era auxiliar de Dom Helder Câmara

A Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara, que investiga a morte do padre Antônio Henrique, ouviu, nesta terça feira (22), o irmão Orlando Cunha Lima. Na época do crime, que aconteceu há 43 anos, os dois eram muito próximos. A sessão teve o objetivo de esclarecer e coletar mais provas sobre um dos casos mais emblemáticos do estado no período da ditadura militar.

O depoimento apontou Bartolomeu Gibson, que era delegado da Secretaria de Segurança Pública do Estado, e o sobrinho dele, Jerônimo Duarte, como coautores do crime. A comissão reuniu provas suficientes para a instrução do caso e vai encaminhar um relatório para os ministérios públicos Federal e Estadual para conduzir o caso.

O padre mantinha um trabalho social junto aos jovens da época e era auxiliar do arcebispo de Olinda e Recife, Dom Helder Câmara. Ele foi encontrado em um terreno baldio, na Cidade Universitária, na Zona Oeste do Recife, com tiros na cabeça, cordas no pescoço e facadas.

O repórter Rafael Carneiro conversou com Henrique Mariano, que é relator do caso e presidente da OAB-PE:


Mais Lidas