Garoto é impedido de realizar prova do Enem devido à RG que não foi reconhecido pelos fiscais

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/10/2013 às 19:08
Leitura:
Da Rádio Jornal image Fiscais não identificaram a legalidade do RG de Rafael, pois ela tem a assinatura digital.
Foto: Clarissa Siqueira/ Rádio JC News

Os familiares do estudante Rafael Santos de Azevedo, de 17 anos, que não pode fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por portar a carteira de identidade expedida no estado da Bahia com assinatura digital, já entregaram aos advogados todos os documentos necessários para que o estudante tenha o direito de fazer a prova novamente e que sejam tomadas todas as providências legais.

Na hora de fazer o exame, no sábado, na Faculdade dos Guararapes, em Jaboatão, no Grande Recife, os fiscais proibiram Rafael de entrar na sala. O estudante, que é adventista, relatou que pegou uma fila para ficar em algum lugar confortável na sala, já que ele só poderia iniciar a prova às 18h, devido à sua religião.

A monitora da sala alegou que o RG do garoto seria uma xerox, mesmo ele alegando que era original ela pediu para ele aguardar, pois ela iria consultar o responsável pelo prédio. Depois de alguns minutos ela informou que o documento dele não era válido, pois constava no edital que documento com assinatura digital não seria aceito.

O edital do Enem, divulgado pelo Indep, diz que é obrigatório a apresentação de documento com foto para realização da foto, mas não fala nada sobre a assinatura digital.

A repórter Clarissa Siqueira traz todas essas informações no flash:

Mais Lidas