Trabalhadores da construção civil de Pernambuco entram em greve por tempo indeterminado


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/10/2013 às 9:45
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizado às 15h34 Categoria saiu em passeata pelo centro do Recife Foto: Carlos Frederico ?@carlosfredsilva Categoria saiu em passeata pelo centro do Recife Foto: Carlos Frederico ?@carlosfredsilva/ Para a Rádio Jornal pelo twitter Sem acordo, trabalhadores da construção civil de Pernambuco decretaram greve por tempo indeterminado. A paralisação teve início à 0h desta segunda-feira (28) e agrega mais de 60 mil operários. A categoria promete paralisar as atividades em cerca de 700 canteiros de obra. As exceções ficam por conta de Suape e da Fiat em Goiana, onde foram fechados acordos salariais. O repórter Rafael Carneiro conversou com representantes da categoria e traz outras informações sobre a greve, no flash a seguir: A classe fez uma passeata no centro do Recife na manhã desta segunda-feira (28). O internauta Agenor Calazans enviou uma foto do movimento no início da passeata, que se intensificou na Conde da Boa Vista: Foto: Agenor Calazans @kallazansss / via twitter para a Rádio Jornal Foto: Agenor Calazans
@kallazansss / via twitter para a Rádio Jornal Os operários da construção civil reivindicam reajuste de 18%, 100% de hora extra aos sábados, domingos e feriados; vale alimentação de R$ 350 e participação nos lucros e resultados. O patronato, que oferece apenas 5,7% de reajuste, diz que vai garantir o acesso a quem estiver interessado em trabalhar. Apesar da greve, em uma obra de um posto de saúde do bairro de Vila Rica, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, funcionários da construção civil trabalharam normalmente. Eles alegam que não foram informados sobre a paralisação. Saiba mais no flash de Rafael Carneiro: O repórter da Rádio Jornal, Rafael Carneiro, traz todos esses detalhes consolidados na matéria:

Mais Lidas