SDS diz que vídeo de acusado de mandar matar promotor não muda investigações

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 29/10/2013 às 10:06
Leitura:
Da Redator de Plantão Fazendeiro, suposto mandante do crime, está foragido. Foto: Reprodução/ SDS Fazendeiro, suposto mandante do crime, está foragido. Foto: Reprodução/ SDS A Secretaria de Defesa Social (SDS) diz que nada muda nas investigações, após a divulgação de um vídeo do acusado de ser o mandante do assassinato do promotor de Itaíba. O material com as imagens e o áudio do fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa foi entregue à Rede Globo de Televisão e veiculado nessa segunda-feira (28). Zé Maria de Mané Pedo, de 53 anos, alega inocência, mas diz que não vai se apresentar à polícia espontaneamente. O promotor Thiago Faria Soares, de 36 anos, foi assassinado no dia 14, na PE 300, entre Itaiba e Águas Belas. O executor dos disparos seria o cunhado do fazendeiro, o agricultor Edmacy Lira Ubirajara, que está preso no Cotel. Ele teria sido reconhecido por um dos sobreviventes da emboscada, a noiva da vítima a advogada Mysheva Martins. Demonstrando tranquilidade, José Maria Pedro Rosendo Barbosa falou por cerca de vinte minutos. Num dos trechos, Zé Maria de Mané Pedo afirma que é inocente sim, porque não tem desavenças com os personagens da história: Promotor também atuava como professor e era autor de livros. Foto: Reprodução Promotor também atuava como professor e era autor de livros. Foto: Reprodução O vídeo caseiro com José Maria Pedro Rosendo Barbosa deve ter sido feito no local onde está escondido. Ele diz que tem duas propriedades e que não teria interesse na Fazenda Nova. O Disk Denúncia oferece R$ 10 mil por informações do paradeiro do fazendeiro acusado pela polícia. José Maria Pedro Rosendo Barbosa relembra que no dia do assassinato estava bem longe do promotor Thiago Faria Soares: O depoimento de Leandro Ubirajara, filho do fazendeiro Zé Maria de Mané Pedo, nessa segunda-feira (28), na delegacia de Águas Belas foi adiado. Nesta terça-feira (29), a defesa do agricultor Edmacy Lira Ubirajara ingressa com o pedido de relaxamento de prisão. A ação será analisada pelo juiz Caio Neto, responsável pela vara criminal do município de Itaíba, no Agreste. Leandro Ubirajara, que é advogado, afirma que não há nada de concreto que incrimine as duas pessoas citadas: > LEIA TAMBÉMPromotor de justiça é morto no município de Itaíba, Agreste de Pernambuco Funeral de promotor assassinado no Agreste pernambucano é marcado por emoção Suspeito de assassinar promotor em Itaíba já está no Cotel, mas insiste que é inocente Ex-namorado da noiva do promotor de Itaíba presta depoimento como testemunha

Mais Lidas