Mobilização em 24 cidades cobra melhorias no repasse do Fundo de Participação dos Municípios

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/10/2013 às 16:53
Leitura:
Michele-Souza-JC-Imagem Presidente da AMUPE e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota Foto: Michele Souza/ JC Imagem Para reivindicar melhorias no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que é enviado pelo Governo Federal, 24 cidades da Mata Norte e do Agreste Setentrional do Estado estão com atividades paralisadas nesta quarta-feira (30). A mobilização é realizada pelo consórcio Comandas, que conta com o apoio da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE). Os prefeitos seguem reunidos na sede do Comandas, em Carpina, na Zona da Mata Norte, onde debatem sobre os próximos rumos da mobilização. De acordo com o presidente da AMUPE e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, houve um pequeno crescimento do FPM, na ordem de 0,9%, descontando a inflação. No entanto, de acordo com ele, toda a manutenção dos serviços também tem aumentado consideravelmente e todos os dias chegam novas atribuições, deixando os prefeitos sem condições de cumprí-las. O presidente da AMUPE também informa que mobilizações já começaram em Sergipe, na Bahia e no Rio Grande do Norte, e que outros estados também vão realizá-las. No dia 12 de novembro, de acordo com Patriota, uma nova ação vai ser realizada no Senado Federal para cobrar aprovação de uma emenda constitucional que aumenta em 2% a receita do FPM, além de cobrar que quando forem aprovados novos pisos salariais no Congresso Nacional, seja informado também quais vão ser as fontes de financiamento. O repórter Thiago Graf traz detalhes na matéria:

Mais Lidas