Mães protestam contra falta de medicamento para tratar menino com púrpura fulminante

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/11/2013 às 17:28
Leitura:
maes Foto: Clarissa Siqueira / JC News Mulheres do grupo Troca Troca Entre Mães Especiais Nordeste realizam um protesto em frente à Secretaria de Saúde do Estado, na tarde desta segunda-feira (4). Elas consideram que o governo está agindo com descaso em relação ao caso do menino Matheus Henrique Lacerda, de um ano e três meses. Com uma doença rara chamada púrpura fulminante do recém-nascido, Matheus tem deficiência de proteína C no organismo e precisa do medicamento para sobreviver. O bebê continua internado na UTI pediátrica de um hospital particular no bairro da Ilha do Leite, na área central do Recife. Até quinta-feira (7), Matheus terá o medicamento Ceprotin, graças a uma permuta com um paciente do estado da Bahia. A mãe do garoto, Gerlainy Lacerda, participa de uma reunião na Secretaria. A repórter Clarissa Siqueira acompanha o caso: LEIA MAIS Estado de saúde de bebê que sofre de doença rara piora e não há expectativa para chegada de medicamento

Mais Lidas