Oficinas de circo são utilizadas para ajudar na ressocialização de jovens


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/11/2013 às 15:31
Leitura:
Da Rádio Jornal

As unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), em Abreu e Lima e no Cabo de Santo Agostinho, ambas na Região Metropolitana do Recife, começaram nesta segunda-feira (4) uma oficina de circo para jovens que cumprem medidas socioeducativas. Nesta primeira etapa foram contemplados 40 reeeducandos, 20 em cada unidade.

O secretário Estadual da Criança e da Juventude, Pedro Eurico, informa que a iniciativa integra uma série de atividades que estão sendo feitas nas unidades da Funase no Estado, entre elas aulas de robótica e a retomada da escola regular. A oficina de circo também vai ser levada para a unidade de Caruaru, no Agreste pernambucano, e, segundo Eurico, a intenção é ampliar a oferta.

A capacitação tem duração de seis meses e conta com aulas de acrobacia, equilíbrio e malabares. Neste momento, o curso acontece das 9h ao meio dia, nas segundas e quartas-feiras na Funase do Cabo de Santo Agostinho, e terças e quintas na unidade de Abreu e Lima.

O repórter Thiago Graf, especial para a Rádio Jornal, traz essas informações na matéria:


Mais Lidas