Conselho tutelar identifica mais oito famílias em situação de risco em Saramandaia


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/11/2013 às 12:02
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizado às 16h48 Paulinho imerso no canal do Arruda.  Foto: Diego Nigro/JC Imagem Paulinho imerso no canal do Arruda.
Foto: Diego Nigro/JC Imagem A história dos meninos da comunidade de Saramandaia que mergulham no Canal do Arruda ganhou o mundo. Nas fotos, as crianças buscam material reciclável em meio ao lixo para ajudar no orçamento da família. A partir da denúncia, outras oito famílias dessa comunidade, localizada na Zona Norte do Recife, foram identificadas na mesma situação. Para o Ministério Público do Trabalho está clara a irregularidade e a omissão dos governantes, no caso a Prefeitura. Representantes do MPT e da administração municipal vão discutir o assunto em um encontro agendado para a próxima semana. Outras 8 famílias da comunidade de Saramandaia estão na mesma situação de risco. Foto: Suzana Mateus/ Especial para a Rádio Jornal Outras 8 famílias da comunidade de Saramandaia estão na mesma situação de risco. Foto: Suzana Mateus/ Especial para a Rádio Jornal A repórter Suzana Mateus, especial para a Rádio Jornal, esteve na comunidade na manhã desta quinta-feira (07) e conversou as famílias na reportagem a seguir: Foto: Kléber Barros/ Especial para a Rádio Jornal Foto: Kléber Barros/ Especial para a Rádio Jornal Na quarta-feira (06) as crianças citadas na reportagem do JC estiveram na sede do Conselho Tutelar do bairro da Encruzilhada e as famílias receberam informações sobre a ajuda oferecida pelo poder público. O Conselho Tutelar da Encruzilhada realiza, na manhã desta sexta-feira (8), um encontro na Escola Municipal Professora Jandira Botelho, em Saramandaia, para conscientizar a população acerca dos riscos de saúde de mergulhar no canal. A problemática do trabalho infantil também deve ser discutida. O encontro reúne psicólogos, agentes de saúde e os pais e crianças da comunidade. Confira esses detalhes na matéria da repórter especial para a Rádio Jornal, Suzana Mateus: Maria Betânia Félix de Oliveira, de 32 anos, tem oito filhos todos menores de idade e desabafa: O Conselho Tutelar da Encruzilhada pretende agora buscar estender a essas outras oito famílias os benefícios anunciados pela prefeitura do Recife. Entre os benefícios estão um aluguel social de R$ 200 e uma cesta básica por tempo indeterminado. Geruza Felizardo, secretária executiva de assistência social do município confirma as medidas: > LEIA TAMBÉM: Fotos e matéria de crianças catando lixo no Canal do Arruda ganham o mundo.

Mais Lidas