Dilma Rousseff assina decreto que permite a migração da rádio AM para a frequência FM

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/11/2013 às 9:30
Leitura:
Dos estúdios da Rádio Jornal em Brasília Com informações da Agência Brasil Atualizado às 12h dilma-ii A presidente Dilma Rousseff assinou nesta quina-feira (07) o decreto que trata da transferência da rádio AM para a frequência modulada conhecida como FM. A mudança é uma exigência das tecnologias e o processo de migração já vem sendo discutido pelas emissoras de rádio. Romoaldo de Souza, o correspondente da Rádio Jornal em Brasília, acompanhou a assinatura do decreto e traz um resumo do discurso da presidente Dilma, na reportagem a seguir: Ouça também o discurso completo da presidente Dilma, após assinatura do decreto: Nesta quinta-feira histórica, dia 07 de novembro de 2013, em que o rádio é a notícia, Geraldo Freire fez uma abertura especial do programa Supermanhã. Ouça aqui a abertura do programa de hoje: Foto: Reprodução/ Internet Foto: Reprodução/ Internet A estimativa da Abert é que 90% das 1.784 emissoras AM passarão a operar na faixa FM. Nesta frequência, as rádios ganharão qualidade de áudio e de conteúdo, competitividade e poderão ser acessadas por meio de telefones celulares. O dia 7 de novembro é simbólico para o setor, porque é o Dia do Radialista. Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a migração das rádios será opcional. Ele disse que o ministério não dará mais outorgas para AM, a fim de substituir, aos poucos, pela FM. Para discutir a migração das rádios AM para FM, o programa Supermanhã desta quinta-feira debate o tema a partir das 11h, com o correspondente da Rádio Jornal em Brasília e professor de rádio Romoaldo de Souza, o  gerente técnico das rádios do SJCC Geovani Martins, Luis Carlos Gurgel da TV Jornal e o pesquisador Renato Phaelante. Ouça a chamada do debate das 11h:

Mais Lidas