Raio-X do 1º mês do Programa Mais Médicos em Pernambuco revela avanços e desafios


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/11/2013 às 7:30
Leitura:
Da Rádio Jornal Em Ponte dos Carvalhos, paciente é atendida em casa, por médico uruguaio. Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal Em Ponte dos Carvalhos, paciente é atendida em casa, por médico uruguaio. Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal Até o mês de março, Pernambuco vai contar com 700 profissionais do Programa Mais Médicos. Passado um mês de atuação no estado a população, antes sem atendimento, agora superlota as unidades de atenção básica. Com a proposta de levar médicos a postos de saúde em todo o Brasil, o Programa Mais Médicos conta com cerca de 3700 inscritos, sendo 819 brasileiros e mais de 2800 estrangeiros. Em Pernambuco, 83 municípios receberam 249 médicos na primeira e segunda fase. No Agreste, o município de Passira foi o primeiro a contar com um profissional. Na Região Metropolitana do Recife, o Cabo de Santo Agostinho saiu na frente. Acompanhado de Jaboatão dos Guararapes e Recife, mais Caruaru, no Agreste, registram a maior quantidade de médicos trabalhando pelo programa. Os primeiros resultados consolidados devem ser divulgados nos próximos meses. Confira a reportagem especial completa de Rafael Carneiro: Passada a polêmica sobre a validação dos diplomas dos estrangeiros, o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) ainda não tem uma avaliação sobre os bolsistas. Em três unidades de saúde visitadas, o tempo mínimo de espera por um profissional foi de 6 meses. De acordo com o Ministério da Saúde, até março de 2014, o estado vai ter 700 integrantes do Programa Mais Médicos. Em Ponte dos Carvalhos, dona Lurdes Maria Serafim, de 60 anos, sem se locomover depois de uma crise hipertensiva recebeu a atenção em casa, com o médico uruguaio Gonzalo Casaman: Formado em Cuba há sete anos, Gonzalo destaca que há dificuldades para o atendimento na comunidade, uma delas é a grande demanda de pacientes. Ouça a entrevista completa que a nossa reportagem fez com o médico: O médico brasileiro Luiz Alves Sobrinho, clínico que também integra o Programa mais Médicos, destacou para a nossa reportagem que ainda é preciso melhorar uma série de coisas, para otimizar o atendimento do programa, uma delas é a estrutura física das unidades de saúde. Ouça a entrevista completa que a nossa reportagem fez com o médico: O ministro da saúde, Alexandre Padilha, faz um balanço do primeiro mês de funcionamento do Programa Mais Médicos e destacou todos dados do programa. Ouça abaixo a entrevista completa com o ministro sobre o primeiro mês do programa: > Leia tambémSegundo ciclo do Programa Mais Médicos contempla a cidade de Paulista com sete profissionais; Caruaru recebe novos profissionais de saúde do programa Mais Médicos; Sete profissionais cubanos ligados ao programa Mais Médicos chegam à Paulista; Alheio a criticas, governo federal anuncia ampliação do Programa Mais Médicos.

Mais Lidas