Pesquisa aponta elevados índices de assédio moral em ambientes bancários

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/11/2013 às 18:18
Leitura:
assedio_1.jpg.554x318_q85_crop Uma pesquisa da Universidade de Brasília (UNB) revela que um bancário tenta suicídio pelo menos uma vez por dia. A cada 20 dias, um deles se mata. De acordo com a procuradora do trabalho, Lorena Pessoa Bravo, o ambiente bancário com cobranças e metas a serem batidas favorecem o assédio moral. No entanto, o problema não é exclusivo da categoria. Segundo pesquisa realizada na Europa, 8% da população sobre de doenças ocasionadas por situações de trabalho. Segundo a procuradora, o assédio moral se caracteriza por atitudes freqüentes e intencionais que têm objetivo de degradar o clima de trabalho e não se estabelece, necessariamente, obedecendo relações de hierarquia. O Ministério Público do Trabalho em Pernambuco (MPT-PE) realiza atividades contra o assédio moral em parceria com o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª região:

Mais Lidas