Músicos, amigos e parentes se despedem do compositor de Frevo, José Menezes


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/11/2013 às 16:17
Leitura:
Da Rádio Jornal Foto: Priscilla Buhr/JC Imagem Foto: Priscilla Buhr/JC Imagem Amigos e familiares do músico se reuniram no Cemitério Parque das Flores, no bairro do Sancho, na Zona Oeste do Recife, para prestar uma última homenagem a José Menezes. Com uma história dedicada ao frevo, o maestro José Xavier de Menezes faleceu no início da manhã desta quarta-feira (13), aos 90 anos em consequência de um câncer de instestino. Ele estava internado há duas semanas no Hospital Memorial São José, no centro do recife. A repórter Milena Gomes acompanha o velório:

O maestro deixa um imenso legado ao carnaval do estado, com diversos frevos, chorinhos e marchas compostos. É de autoria dele músicas como Boneca, Ingratidão e Tá Faltando Alguém. Conhecido também por ser um dos fundadores da Academia Pernambucana de Música, Zé Menezes, é homenageado por amigos.

No documentário Riqueza Pernambucana, Zé Menezes, que foi o homenageado do carnaval do Recife no ano 2000, comentou que o frevo pode mudar, mas não vai morrer.

A repórter Clarissa Siqueira traz os detalhes na matéria:

Leia também: Despedida para o carnaval pernambucano: Morre, aos 90 anos, o maestro José Menezes


Mais Lidas