Ambulantes da Praça de Boa Viagem serão relocados até o começo do próximo ano

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/11/2013 às 0:06
Leitura:
DO JC Online  / Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem Um reunião entre a Secretário de Mobilidade e Controle Urbano da Prefeitura do Recife (Semoc), Carlos Braga, e uma comissão de ambulantes da Pracinha de Boa Viagem, decidiu o destino dos comerciantes do local, que desde a última segunda-feira (11), foram proibidos de entrar na praça. No encontro, ficou decidido que os camelôs, que pretendiam ficar na praça até o fim do ano, não retornarão mais ao espaço. No entanto, a Semoc ofereceu realocá-los provisoriamente em outras áreas da cidade até o dia 6 de janeiro. Sobre a retirada dos ambulantes, a Semoc informou que os 63 comerciantes receberam com antecedência o informativo. A decisão de não retirar de vez os comerciantes se deu porque muitos deles já haviam adquirido os produtos para vender no final do ano. A data marca o reordenamento do comércio informal em toda a cidade, começando pela Avenida Conde da Boa Vista e demais vias do Centro. Os ambulantes tanto da Pracinha quanto dos demais pontos já foram avisados sobre a data. NOVA PRACINHA A Prefeitura do Recife dá o primeiro passo para imprimir uma cara nova à Pracinha de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Após a retirada dos ambulantes, a Feira de Arte e Artesanato de Boa Viagem, que funciona na praça, ganhará novo fôlego. A Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Urbano do Recife termina esta semana o recadastramento dos artesãos que trabalham na feirinha. Os cerca de 120 artesãos fazem parte do Programa Municipal de Desenvolvimento do Artesanato (Prodarte) e o recadastramento tem como objetivo ajustar demandas daqueles que atuam na feira, alinhando esses profissionais do artesanato aos requisitos exigidos para continuar inseridos nas ações do programa.

Mais Lidas