Servidores do Hospital Oswaldo Cruz reclamam de crise que já dura anos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/11/2013 às 16:01
Leitura:
oswaldo cruz Foto: Ricardo B. Labastier / JC Imagem Depois que profissionais do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc) decidiram, em assembleia realizada nessa segunda (18), paralisar as atividades para pedir o pagamento de atrasados e a contratação de concursados, a Universidade de Pernambuco (UPE), administradora do hospital, afirmou que vai homologar o último concurso, contratando 265 trabalhadores para a unidade hospitalar. Para o diretor do Sindicato dos Servidores da UPE, Gleidson Ferreira, a medida é apenas paliativa. De acordo com ele, a crise no hospital já dura anos e o maior problema diz respeito ao déficit de pessoal. Houve concurso em 2012, mas as vagas só foram preenchidas no Cisam e em unidades de saúde do interior. Em entrevista à JC News com Aldo Vilela, Gleidson Ferreira explicou que convocar os aprovados na seleção simplificada não vai resolver o problema. Esses profissionais devem ficar no cargo por 6 anos, quando não o deixam antes, pela baixa remuneração. Segundo Gleidson, o problema é mantido e fica a questão dos não convocados no concurso de 2012.

Mais Lidas