Contrários às câmeras de monitoramento instaladas na Funase de Abreu e Lima, internos fazem motim


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/11/2013 às 16:20
Leitura:
Da Rádio Jornal Atualizado às 17h50 Foto: Priscilla Buhr / JC Imagem Imagem Ilustrativa: Priscilla Buhr / JC Imagem

Contrários à instalação de câmeras de videomonitoramento, internos da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Abreu e Lima, no Grande Recife, realizaram rebelião nesta sexta-feira (22). O Batalhão de Choque da Polícia Militar foi chamado para conter a ocorrência. De acordo com o secretário da Criança e da Juventude, Pedro Eurico, não houve mortos nem feridos.

Desde fevereiro, 55 câmeras, que devem funcionar durante 24 horas, estão sendo instaladas nas unidades da Funase de Pernambuco. Elas começaram a funcionar em Abreu e Lima nesta sexta. Para Pedro Eurico, a medida causou insatisfação de internos e de alguns funcionários porque vai poder monitorar o tráfico de drogas, movimentações indevidas, assim como casos de violência.

Apesar de já controlada a rebelião, do lado de fora da unidade mães se concentram apreensivas para saber notícias dos filhos.

A repórter Milenna Gomes traz todas as informações direto do local:

Por volta das 17h, a situação já havia sido controlada. Como relata a repórter Milenna Gomes, especial para a Rádio Jornal:

Mais Lidas