Protesto em Palmares reivindica indenização por obras na barragem de Serro Azul

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/11/2013 às 17:50
Leitura:
Cerca de 300 moradores de Palmares, na Zona da Mata Sul do Estado, protestaram, nesta segunda-feira (25), contra as obras da barragem de Serro Azul. Segundo o manifestante Elson José da Silva, há um ano, o laudo que indica o risco de algumas localidades ficou pronto e, mesmo assim, a comunidade não foi indenizada. Para reivindicar o recebimento do benefício, populares fecharam a PE-103 e o canteiro de obras, paralisando a construção. As moradias ficam a aproximadamente 500 metros da barragem e a população convive diariamente com a insegurança. De acordo com Elson José, o governo pretende vincular a indenização ao processo trabalhista da usina Serro Azul. Segundo ele, a usina decretou falência na década de 90 e desde então os trabalhadores, que continuam morando no parque industrial de Serro Azul, aguardam o recebimento de benefícios. Agora, a Justiça do Trabalho, em conjunto com o governo do Estado, pretende pagar tanto a indenização das casas quanto a do processo trabalhista de uma só vez. O problema é que nem todos os ex-trabalhadores moram nas localidades que vão ser indenizadas. A Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos, responsável pelas obras, em conjunto com o Itep e o Iterp, órgãos também vinculados à construção, enviou uma equipe ao local para negociar com os manifestantes. A repórter Suzana Mateus traz os detalhes na reportagem:

Mais Lidas