Pernambucano suspeito de matar aposentada em Portugal será julgado no país europeu


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/11/2013 às 15:45
Leitura:
Da Rádio Jornal Imagens: TV Jornal Antes de viajar para Portugal, suspeito morava nesta casa com a família, no bairro do Ipsep
Imagens: TV Jornal

Suspeito de ter assassinado a aposentada Albertina Alves, 78 anos, em Portugal, o pernambucano Edilmar Nascimento continua preso no país europeu. De acordo com a polícia portuguesa, o mecânico e outros três homens sequestraram e estrangularam a idosa quando ela foi buscar o carro na oficina na cidade de Oeiras. Edilmar, que antes de ir trabalhar na Europa, morava com a família no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife, prestava serviços para a vítima.

Sites de notícias de Portugal apontam que o pernambucano foi preso no aeroporto quando tentava voltar ao Brasil. A Polícia Federal em Pernambuco afirma não ter relação com a investigação, conduzida apenas no país onde o crime aconteceu. Edilmar deve ser julgado e cumprir a pena no continente europeu. A aposentada teria sido levada à uma área de floresta no próprio carro, onde foi torturada e morta.

Com as senhas dos cartões de créditos e as chaves da casa da vítima, o bando conseguiu retirar 400 euros e furtar objetos da casa. A polícia em Portugal acredita que Edilmar planejou o crime e foi o responsável pela sentença de morte da idosa.

A família do recifense foi procurada, no bairro do Ipsep, mas não quis falar com a imprensa. Os vizinhos também não quiseram falar, por medo de sofrer ameaças.

A repórter Clarissa Siqueira traz estas informações no flash:

Confira outras informações na matéria da TV Jornal:

Mais Lidas