Leilão para exploração do gás xisto preocupa especialistas em energética

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/11/2013 às 19:23
Leitura:
xisto-ecod Foto: Reprodução / Blog Ecodesenvolvimento A primeira rodada de licitação para a exploração do gás xisto no Brasil foi realizada nesta quinta-feira (28), e segue até a sexta. No entanto, os técnicos ressaltam que a geologia das bacias brasileiras ainda é pouco conhecida, até mesmo para a exploração de gás convencional. De acordo com o doutor em Energética e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Heitor Scalambrini, é uma insanidade que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) e o governo brasileiro não tenham levado em conta as ponderações feitas pelos cientistas e levaram a frente a exploração do xisto, conhecido como gás não-convencional. O xisto pode ser encontrado em formações do xisto betuminoso, uma rocha grande e com grande quantidade de matéria orgânica. O gás fica aprisionado a cerca de 2 mil metros de profundidade. Para recolher o combustível, a rocha sofre explosões e se injeta água e outros componentes químicos. No entanto, este procedimento pode contaminar aquíferos.

Mais Lidas