Seca, saneamento e abastecimento de água em Pernambuco são discutidos em debate

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/12/2013 às 17:18
Leitura:
seca Por causa da seca, 2013 foi um dos anos mais difíceis para a Compesa Foto: Guga Matos / JC Imagem A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) fez um balanço das ações realizadas em 2013 e divulgou projetos para o próximo ano, nesta quarta-feira (4). A empresa fecha o ano com um faturamento de R$ 1 bilhão. De acordo com o presidente da Compesa, Roberto Tavares, por causa da seca, este foi um dos anos mais difíceis para a Companhia. O repórter Juscelino Silva, traz detalhes na reportagem: E nesta quarta (4), o presidente da Compesa foi o convidado do debate na JC News com Everson Teixeira. O abastecimento de água em Pernambuco foi discutido com muitas queixas dos ouvintes e internautas a respeito de falta d'água e buracos deixados nas vias, após obras de saneamento. De acordo com Roberto Tavares, em caso de obras estruturais, a programação é informada às prefeituras em busca de uma parceria para a posterior manutenção das vias e calçadas destruídas. Já em situações de problemas ocasionais, como estouro de rede de esgoto, não é possível fazer uma programação prévia. Por isso, muitos buracos ficam abertos por muito tempo. [Ouça entrevista completa]

Mais Lidas