Marcelo Martelotte acha difícil continuar no Náutico na próxima temporada


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/12/2013 às 10:15
Leitura:
Do Blog do Torcedor martelotte-470(6)(1)(4) Foto: Guga Matos / JC Imagem Doze derrotas consecutivas - e a possibilidade de ter a pior campanha da história dos pontos corridos. Por conta do retrospecto negativo, o técnico Marcelo Martelotte acredita que sua permanência no Náutico para 2014 é muito difícl - embora admita que gostaria de ficar no clube e na cidade. "Minha permanência vai depender da eleição, mas, independente disso, houve um desgaste muito grande. Sinto que há uma dificuldade maior do que quando cheguei para que eu permaneça para 2014. E acho que isso é natural. Que haja uma reformulação. E isso passa pela chegada de um novo treinador", disse. Assim como "ameaçada" sua continuidade no grupo, Martelotte acredita que boa parte do grupo sofrerá com uma reformulação. "Lógico que no futebol existe uma dinâmica. E essa dinâmica está muito relacionada aos resultados. Esse campeonato foi desgastante para todo mundo. Quando você passa por dificuldades do tamanho que nós passamos, faz uma campanha tão abaixo como nós fizemos, a análise é sempre distorcida. Para quem viu nosso desempenho, é difícil falar em qualidades e até permanência. Não só minha, mas também dos jogadores", afirmou. Sua auto-avaliação do trabalho foi negativa. "Foi aquém do que eu esperava em relação à pontuação, ao rendimento da equipe. A gente sabe que quando se cria uma situação tão ruim como essa em termo de resultado você acaba distorcendo um pouco qualquer tipo de avaliação que possa ser feito. Na verdade, serviu de aprendizado e serve pra todo mundo. Mas é muito abaixo do que eu esperava em relação à esperança que eu tinha de fazer a equipe jogar melhor. Mas a gente tem de estar preparado para todo tipo de situação. É lógico que teve um desgaste, mas eu entendo ,até por estar iniciando minha carreira, que serve como uma experiência", declarou.

Mais Lidas