18 políticos envolvidos em caso de notas frias no Recife são acionados pelo Ministério Público

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/01/2014 às 10:00
Leitura:
Da Redação Atualizada às 15h30 Com informações do Jornal do Commercio camara-do-recife-jc Foto: JC Imagem Baseada em dados fiscais e bancários dos vereadores e ex-vereadores envolvidos no caso das notas frias na Câmara do Recife, a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público da Capital impetrou, na terça-feira (21), ações de improbidade administrativa contra 18 dos 26 citados no episódio. As ações resultaram de um processo de investigação que teve como referência a auditoria especial feita pelo Tribunal de Contas do Estado. O caso foi revelado em 2007. Entre os citados, seis parlamentares ainda possuem mandatos na Câmara do Recife: Antônio Luiz Neto (PTB); Eduardo Marques (PTB); o presidente da casa, Vicente André Gomes (PSB); Henrique Leite; Luiz Eustáquio e Osmar Ricardo, ambos do PT. Outros quatro são deputados estaduais: Gustavo Negromonte (PMDB), Daniel Coelho (PSDB), Francismar Pontes (PSB) e Eriberto Medeiros (PTC), que está licenciado. A promotoria alega que foi possível identificar apropriação de recursos públicos por parte de todos os citados. Ouça a notícia no flash de Henrique Bruckman: Em entrevista à JC News, o promotor de Patrimônio Público do Ministério Público de Pernambuco, Charles Lima, traz detalhes das investigações

Mais Lidas