Suspeito de ser mandante de assassinato de promotor afirma que justiça não tem provas contra ele

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/01/2014 às 15:16
Leitura:
Da Redação guga matossss Edmacy Ubirajara é acusado de ter sido o executor do crime Foto: Guga Matos / JC Imagem O principal suspeito de ser o mandante do assassinato do promotor Thiago Faria, de Itaíba, no Agreste de Pernambuco, o fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa, gravou um vídeo exclusivo que foi entregue à TV Jornal nesta terça-feira (28). No vídeo, José Maria afirma que se a justiça apresentar uma prova concreta do envolvimento dele no crime, fora as acusações da noiva do promotor, Misheva Martins, que levaram à prisão do agricultor e cunhado de José, Edmacy Ubirajara, ele se entrega. O fazendo faz críticas ao depoimento da noiva do promotor e ao posicionamento dela depois do assassinato. Confira o depoimento completo, na reportagem de Ísis Lima: O promotor Thiago faria foi assassinado no dia 14 de outubro de 2013, em uma emboscada na PE-300. Thiago seguia de Águas Belas para Itaíba quando foi interceptado por outro veículo e atingido com pelo menos 20 tiros. No carro, o promotor estava acompanhado da noiva e do tio dela, Adaltivo Elias Martins. No dia 22 de dezembro, mais de dois meses depois do assassinato, a polícia fez a reconstituição do crime, comandada pela delegada do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Josineide Confessor, que está à frente do caso.  Assista ao vídeo completo com o depoimento do fazendeiro, que foi exibido na TV Jornal:

Mais Lidas