Advogado de Misheva Martins fala sobre acusações à noiva do promotor de Itaíba

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 29/01/2014 às 16:12
Leitura:
noivaaaaaaaaaaaaaaaaa Misheva  foi acusada pelo principal suspeito do assassinato de ser mandante do crime Foto: Guga Matos / JC Imagem O advogado da noiva do promotor de Itaíba, Mysheva Martins, José Augusto Branco rebateu, nesta quarta-feira  (29), as acusações de que ela encomendou o assassinato da vítima, Thiago Faria. A denúncia foi feita pelo principal suspeito de planejar o assassinato, o fazendeiro Zé Maria, em um vídeo divulgado com exclusividade pela TV Jornal. Zé Maria está escondido desde o início das investigações, há três meses. De acordo com o depoimento de Zé Maria, Thiago morreu porque parou no acostamento a pedido da noiva, dando oportunidade para os assassinos efetuarem os disparos. Zé Maria afirma ainda que, um dia após o crime, Mysheva entrou com um pedido de união estável para receber a pensão pela morte do noivo, e uma semana depois, ela vendeu gado para pagar os executores do crime. Em entrevista à repórter Aracelly Nóbrega, o advogado José Augusto Branco diz que todas as acusações são inverídicas. Thiago Faria foi executado a tiros dentro do carro em outubro do ano passado quando seguia com a noiva para o município de Itaíba, no Agreste de Pernambuco. O advogado de Zé Maria, o filho dele, Leandro Ubirajara, diz que não há provas concretas das acusações, mas que há muitos buracos na história que Mysheva Martins contou. O Ministério Público e a Polícia Civil, que investigam o crime, afirmam que não podem dar informações sobre as investigações. LEIA MAIS Suspeito de ser mandante de assassinato de promotor afirma que justiça não tem provas contra ele

Mais Lidas