Oposição ao sindicato dos rodoviários provoca paralisação de ônibus na Região Metropolitana do Recife

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 31/01/2014 às 8:00
Leitura:
Da Redação Atualizada às 14h42 bus-jc Foto: JC Imagem Esta sexta-feira (31) começou complicada para quem tentou se locomover de ônibus pelo Recife. Parte dos motoristas e cobradores de coletivos da cidade aderiu a uma paralisação de advertência no início da manhã. Por volta das 6h30 representantes da Central Única dos Trabalhadores e da Central Sindical Popular bloquearam o acesso dos ônibus entre a Rua do Sol e a Avenida Guararapes, no centro do Recife. Eles protestam contra o atual sindicatos dos rodoviários, que há mais de 30 anos está sob a presidência de Patrício Magalhães, e dizem que a oposição não teve oportunidade de se candidatar à presidência. O repórter Carlos Simões conversou com um motorista que disse que foi ameaçado, com o presidente do Sindicato dos Rodiviários, Patrício Magalhães, com o representante da oposição Aldo Lima, com o presidente do Sindicato dos Donos das Empresas de ônibus, Fernando Bandeira, e com o presidente do Tribunal Regional do Trabalho, Ivanildo Andrade: bus2 Foto: Carlso Simões/ Especial para a Rádio JC News O repórter Carlos Simões, especial para a Rádio Jornal, acompanhou a mobilização na Rua do Sol, no centro do Recife e entrevistou representantes da CUT, que dizem que o sindicato está tentando pressionar a manifestação, mas que o ato não vai parar. Ouça na reportagem: bus-3-ii Foto: Carlso Simões/ Especial para a Rádio JC News Passageiros que precisaram circular pela Avenida Guararapes se queixam da paralisação, por conta do horário em que aconteceu gerando transtornos para quem tenta chegar ao trabalho, principalmente. Motoristas chegaram a ser ameaçados, por tentarem circular normalmente. Ouça na reportagem: No início da manhã, na garagem da empresa de ônibus Caxangá, no bairro de Peixinhos, em Olinda, motoristas e cobradores demonstram apoio ao movimento e confirmam estar insatisfeitos com o comando do atual sindicato dos rodoviários: terminais Foto: Clarissa Siqueira/ JC News Nos terminais e paradas de ônibus da zona norte, como o terminal da Macaxeira e as paradas da Avenida Norte, os coletivos saíam normalmente, sem saber que panorama poderiam encontrar no centro da cidade. Coletivos deixavam os terminais normalmente, mas não retornavam no horário previsto, o que gerou superlotação nas paradas. A repórter Clarissa Siqueira traz essa informação: Perto das 8h os manifestantes deixaram o cruzamento da Avenida Guararapes e seguiram pela Conde da Boa Vista em direção à Avenida Agamenon Magalhães, onde continuaram bloqueando o trânsito e a circulação de ônibus. Onde os manifestantes conseguiram parar os ônibus, passageiros tiveram que descer dos coletivos e seguir andando. 05 Foto: Reprodução/ Internauta @PilatosP Na BR-101 um grande congestionamento se formou por conta de vários ônibus da linha Barro-Macaxeira ficaram enfileirados nos dois sentidos da rodovia, próximo a Jardim São Paulo, por conta de um bloqueio que foi feito no Terminal Integrado do Barro e impediu a passagem dos veículos. 06 Foto: Clarissa Siqueira/ JC News Por volta das 9h30 a paralisação chegou ao fim e os manifestantes da oposição ao sindicato dos rodoviários se dispersaram na Avenida Agamenon Magalhães, no sentido Olinda, no bairro do Derby, na área central do Recife. O repórter Carlos Simões dá a notícia do fim da manifestação: Em diferentes partes da cidade a paralisação foi encarada de uma maneira diferente. Há lugares onde os ônibus circulam normalmente e há outras localidades onde os manifestantes bloqueiam a circulação. Os ouvintes internautas informam:

Mais Lidas