Rádio Jornal é a mais ouvida em Pernambuco entre as AMs, todos os dias da semana


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/02/2014 às 9:35
Leitura:
Do Jornal do Commercio geraldooo6 Comunicador Geraldo Freire é um dos nomes fortes da Rádio Jornal Foto: Divulgação O motorista de táxi José Francisco da Silva, 52 anos, mais conhecido como Passarinho TX, é um assíduo ouvinte da Rádio Jornal. Ele sintoniza a 780 no som do automóvel todos os dias enquanto transporta seus clientes. À noite, na hora do jantar, ele não se separa do seu radinho de pilha para ouvir a programação noturna da emissora. Gosto muito da Rádio Jornal e sempre que posso ligo para lá para participar dos programas, afirma o taxista, que de tanto ligar para a emissora já se tornou conhecido dos jornalistas e dos ouvintes. A empatia que a rádio conseguiu estabelecer com pessoas como Passarinho TX têm proporcionado à emissora ser líder de audiência entre as AMs em Pernambuco há mais de 22 anos. Na mais recente pesquisa do Ibope Easymedia 3, referente ao período de outubro a dezembro de 2013, a Rádio Jornal lidera a audiência em todos os dias da semana, com uma média de mais de 52 mil ouvintes por minuto. De segunda a sexta-feira, entre 5h e 9h, a média é de 141.215 ouvintes por minuto. Isso representa quatro vezes mais a média de audiência da segunda colocada no mesmo horário, compara Christianne Xavier, assistente de marketing das rádios Jornal e JC News. A pesquisa abrangeu a Região Metropolitana do Recife e também detectou que quase 91% do público da rádio tem mais de 30 anos e alcança homens e mulheres na mesma proporção. Lideramos em todas as classes sociais, com destaque para a C, acrescenta Christianne. Mas o que faz a Jornal ser tão ouvida? Para o gerente de programação Carlos Miguel, a emissora consegue exercer com competência a característica da frequência AM que é ser uma rádio companheira, isto é, estar próxima do público, a qualquer hora, como acontece no cotidiano do taxista Passarinho TX. A rádio consegue falar de uma forma muito direta com a pessoa que está em casa ou no carro, criando fidelização com o público, explica Miguel. Isso ocorre, segundo ele, graças à empatia de seus comunicadores e à programação que alia informação, prestação de serviço e entretenimento. Essa programação é tradicional, uma vez que tem sido acompanhada por gerações ao longo dos anos, mas não é engessada, porque a notícia no rádio muda a todo instante, detalha. Segundo a pesquisa do Ibope, o pico de audiência ocorre das 7h30 às 8h30, de segunda a sexta-feira, quando é transmitido o programa Super Manhã, com Geraldo Freire, alcançando mais de 178 mil ouvintes por minuto. Futebol é outro ponto forte, não só na programação de domingo (quando a audiência chega a cerca de 53 mil ouvintes por minuto, das 16h às 18h), mas também durante a semana. Muito desse sucesso se deve à primazia que a rádio dá à cobertura dos clubes pernambucanos. Acompanhamos os times em qualquer cidade onde eles estiverem jogando, seja nas vitórias, seja nas derrotas, afirma o coordenador de esportes Aroldo Costa. COPA - A Rádio Jornal também tem tradição na cobertura da Copa do Mundo estando presente em nove mundiais. Na sua 10ª Copa consecutiva a emissora vai transmitir todos os jogos e acompanhar as partidas da seleção brasileira e as realizadas na Arena Pernambuco. Também contribui para a audiência, o trabalho do Escrete de Ouro, equipe de comentaristas, narradores, plantonistas e repórteres da Rádio Jornal, que se tornou uma espécie de ícone do jornalismo esportivo do Estado. É uma marca de credibilidade, elogia Miguel. Nesses tempos de mídias digitais, a Rádio Jornal se renova e também conquista grande audiência na web. Seu site apresenta uma média mensal de 420 mil pageviews e o aplicativo, 1,4 milhão de pageviews, segundo o Google Analytics. É a maior audiência mobile de todo o Sistema Jornal do Commercio, destaca Christianne.

Mais Lidas