Parceria entre Compesa e UFPE vai criar laboratório para monitorar qualidade da água

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/02/2014 às 15:00
Leitura:
Com vista na melhoria da qualidade da água e do tratamento do esgoto, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) assinaram um protocolo de intenções. A Compesa tem como proposta instalar um laboratório na universidade. Nele serão desenvolvidas tecnologias que possibilitem o aprimoramento do sistema de abastecimento e tratamento do recurso mineral. Na prática, o projeto representará a diminuição do desperdício de água, a economia de tempo, redução de gastos, menos transtornos na mobilidade urbana, além de criar novas metodologias técnicas. O prédio de mil metros quadrados vai ser instalado na UFPE, e vai ser construído pela Compesa. Em entrevista ao repórter Rafael Carneiro, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, explica como surgiu a ideia. De acordo com ele, ainda não há uma estimativa de quanto vai custar o projeto. A previsão é de que em um ano, o laqua, como é chamado o centro de pesquisa deve estar em funcionamento. Em entrevista à JC News com Everson Teixeira, Franklin Azoubél, diretor comercial e de atendimento da Compesa, traz mais detalhes do projeto:

Mais Lidas