Médicos cubanos estão submetidos a regime de trabalho discriminatório, afirma Mendonça Filho

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/02/2014 às 16:00
Leitura:
medic Médicos estrangeiros desembarcaram no Brasil em agosto de 2013 Foto: Igo Bione / JC Imagem Mais um médico contratado através do programa Mais Médicos, do Governo Federal, abandonou as atividades. Desta vez, a deserção aconteceu no município de Belém do São Francisco, no Sertão pernambucano. Em entrevista à JC News, o deputado federal Mendonça Filho (DEM) afirmou solidariedade a todos os médicos estrangeiros, em especial aos cubanos, que trabalham para suprir a demanda da população brasileira. Para o deputado, o governo brasileiro tem tratado com discriminação os cubanos que recebem apenas R$ 960 para trabalhar no Brasil, enquanto médicos de outras nacionalidades ganham R$ 10 mil, já que parte do salário dos cubanos fica sob responsabilidade do governo de Cuba. Mendonça Filho também afirma que os cubanos estão submetidos a outros preceitos ilegais, como o cerceamento da liberdade de ir e vir:

Mais Lidas