Bugueiros de Porto de Galinhas reclamam de falta de fiscalização e trabalho irregular na praia

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/02/2014 às 15:10
Leitura:
buguisss Bugueiros cadastrados pretendem realizar manifestação Foto: Reprodução Vídeo / JC Online A atividade clandestina de bugueiros na praia de Porto de Galinhas, no Litoral Sul de Pernambuco, tem preocupado os profissionais que atuam legalmente. Os trabalhadores pretendem realizar uma nova manifestação, ainda sem data marcada, para cobrar do poder público uma iniciativa para evitar a prática de bugueiros de forma irregular. Em janeiro deste ano, cerca de 200 pessoas protestaram na PE-09, em Ipojuca, para pedir uma solução para este problema. De acordo com o presidente da Associação dos Proprietários e Condutores de Ipojuca, Valdir Cunha, a atividade clandestina prejudica os que atuam segundo a legislação. Em entrevista ao repórter Carlos Simões, Valdir Cunha disse que houve um acordo com a prefeitura do Ipojuca, na última manifestação, mas que a promessa não foi cumprida. Em nota, a Prefeitura do Ipojuca informou que, logo após o protesto, a gestão municipal determinou a fiscalização, todas as semanas, da sexta-feira até o domingo. A prefeitura disse ainda que existem 237 trabalhadores autorizados e outros 41 com alvará temporário. Os profissionais com a licença passam por uma análise para serem efetivados. A fiscalização está sendo feita pelo Detran, em parceria com agentes de trânsito da cidade.

Mais Lidas