Líder oposicionista é preso na Venezuela e pede pressão por saída de Maduro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/02/2014 às 8:30
Leitura:
Da Redação Leopoldo López, líder oposicionista preso nos protestos contra o governo da Venezuela, fez um chamado para que os manifestantes continuem lutando pelo fim do governo chavista do presidente Nicolás Maduro, mesmo com a previsão de que ele comparecerá a um tribunal, nesta quarta-feira (19), por causa da acusação de provocar distúrbios que já mataram quatro pessoas pelo menos. López, economista de 42 anos formado em Harvard, se entregou às forças de segurança, na terça-feira (18), depois de liderar três semanas de protestos na Venezuela, manifestações que se tornaram o maior desafio já enfrentado pelo presidente Nicolás Maduro. Sobre este assunto, o âncora Joffre Melo conversou com o advogado e professor e especialista em política internacional e Mercosul, Bruno Viana.

Mais Lidas