Secretaria de saúde afirma que bloco do Hospital Getúlio Vargas não corre risco de desabar


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/02/2014 às 14:43
Leitura:
b71b92d658b3caf2a29da30e203d937a Foto: Renato Spencer / JC Imagem Após denúncias de rachaduras no bloco G do Hospital Getúlio Vargas, no bairro do Cordeiro, a Secretaria de Saúde de Pernambuco informou que o prédio não tem risco de desabar. O bloco passa por reformas acompanhadas diariamente por engenheiros para reforçar a estrutura do bloco, onde funcionam centros de cirurgia e de recuperação. Os funcionários que relataram o problema afirmaram que as rachaduras vão do chão até o teto. Uma funcionária, que preferiu não se identificar, relata os problemas enfrentados pela unidade. Em novembro do ano passado, uma parte do teto da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), da unidade desabou. Ninguém ficou ferido. Em 2004, o bloco G foi interditado por causa de rachaduras. A reforma do bloco G está orçada em quatro milhões de reais e deve ser concluída em seis meses.

Mais Lidas