Alepe propõe aumento de postos para o recadastramento biométrico do Recife


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 26/02/2014 às 14:34
Leitura:
9d2fd55111b6477ef225d80801097273 Foto: Clemílson Campos/JC Imagem Uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe), discutiu o processo de recadastramento biométrico no estado. Com a proximidade do fim do prazo no dia 31 de março, eleitores de 25 municípios correm o risco de não exercerem a cidadania nas eleições de outubro deste ano. A sessão foi proposta pela deputada estadual Terezinha Nunes e tem apoio da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos e da Comissão de Justiça da Casa. Integrantes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Ministério Público do estado e a população participaram do encontro realizado no auditório, Alepe. Com prazo de recadastramento encerrando no dia 22 de março, a cidade do Recife, o maior colégio eleitoral do estado tem 30 % dos eleitores precisando se apresentar ao TRE, o que corresponde há cerca de 360 mil pessoas. A falta de interesse da população preocupa a casa legislativa como fala a deputada estadual Terezinha Nunes. Durante a sessão, os deputados apresentaram a ampliação do número de postos de recadastramento e atendimento nos sábados e domingos nos dias que antecedem o prazo. O tribunal regional eleitoral, atende à população em 11 postos, no Recife de segunda a sexta de 8 da manhã às 6 da noite. O agendamento pode ser feito na capital pelo endereço eletrônico.  www. tre-pe.jus.br ou pelo número - 31949400

Mais Lidas