Polícia militar precisa intervir em apuração do carnaval do Recife por confusão entre maracatus

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/03/2014 às 17:00
Leitura:
patio_interna Foto: Ísis Lima / Rádio Jornal A polícia militar e a guarda municipal do Recife precisaram intervir durante a apuração das agremiações carnavalescas de 2014. Houve confusão porque o maracatu Nação Porto Rico e Estrela Brilhante empataram. O critério usado para definir o campeão foi o tempo de existência, dando a vitória ao Estrela Brilhante. O Nação Porto Rico não aceitou, entrou com recurso e esta categoria ainda está sem campeão definido. No quesito escola de samba, pelo sétimo ano a Gigantes do Samba é a campeã com o tema Sinfonia dos Anjos na Avenida dos Cristais. O julgamento das agremiações carnavalescas de 2014 aconteceu no Pátio de São Pedro, no Centro do Recife. A cerimônia começou às 10h. Ao todo, 264 agremiações participaram do concurso. São 11 modalidades como escolas de samba, clubes e grupos de frevo. As premiações variam entre R$ 1500 e R$ 20 mil.

Mais Lidas