Diretor da Compesa explica os motivos da falta d'água no Arquipélago de Fernando de Noronha

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/03/2014 às 12:00
Leitura:
Da Redação noronha-ne10 Foto: Reprodução da Internet/ Portal NE10 Revoltados com a falta dágua, moradores de Fernando de Noronha realizaram, na tarde da última sexta-feira (07), um protesto no arquipélago. Por cerca de quatro horas eles bloquearam com pneus, restos de móveis e galhos de árvores a BR-363, a única rodovia do lugar e que dá acesso ao aeroporto. Devido à manifestação, turistas perderam os vôos. Outros tiveram que seguir a pé, carregando bagagens até as pousadas. Em algumas vilas, a falta de água chega a 20 dias. Sobre este assunto, Aldo Vilela conversou, na manhã desta segunda-feira (10), com o diretor da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Fernando Lobo.

Mais Lidas