Elba Ramalho afirma ter sido vítima de agressão cometida pelo cantor Cezzinha


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/03/2014 às 14:35
Leitura:
Da Rádio Jornal  Atualizado às 16h07  Foto: Reprodução/ Internet Foto: Reprodução/ Internet Após a denúncia da advogada Fabiana Fernandes sobre supostas agressões por parte do cantor Cezzinha, a reportagem teve acesso a um testemunho da cantora Elba Ramalho durante uma cerimônia religiosa realizada em 2012. A artista afirma que manteve um relacionamento com o músico marcado pela violência. O advogado do cantor Cezzinha, Arnaldo Barbosa, agendou uma entrevista coletiva para esclarecer o caso para as 17h desta quarta-feira (12), no hotel Golden Tulip, em Boa Viagem. O músico é investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia da Mulher do Recife. De acordo com a delegada Gerluce Maria Monteiro, responsável pelas investigações, o inquérito está perto de ser concluído. O caso tramita em segredo de justiça. Ouça o depoimento da cantora, na reportagem de Carlos Simões, especial para a Rádio Jornal: Tenha acesso ao vídeo com o depoimento completo da cantora aqui: Em resposta à repercussão do assunto na mídia, a assessoria de imprensa de Elba Ramalho divulgou uma nota na tarde desta quarta-feira informando que essa será a única colocação da cantora sobre o assunto. Leia a nota na íntegra: COMUNICADO A Assessoria de Imprensa de Elba Ramalho informa que em relação a matéria publicada na edição de hoje 12 de março de 2014, tanto no online quanto em jornal impresso esclarece que a cantora se restringe a dizer as seguintes palavras: "O testemunho de vida dado por mim à uma comunidade religiosa, e divulgado na internet, merece respeito. E não pode ser utilizado com qualquer propósito que não seja o bem. Muito menos, como uma arma contra qualquer pessoa ou situação. Ao contrário, é um testemunho professado pela fé, que busca a redenção e a reconciliação com Deus. Deve servir para converter e motivar as pessoas a uma busca de autoconhecimento, da saúde espiritual e da paz interior. Não tenho nada contra Cezzinha, uma história de amor no passado e, hoje, um amigo querido. Um músico admirável. Peço mais amor, mais compaixão e mais compreensão. Paz e bem!"

Mais Lidas