Mulher que morreu ao cair no Rio Tejipió é enterrada em Jardim São Paulo

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/03/2014 às 15:54
Leitura:
rio1 Foto: Karoline Fernandes / JC News Foi sepultado no Cemitério do Pacheco, no bairro de Jardim São Paulo, no Recife, no final da manhã desta segunda-feira (17), o corpo de Luciana Marcelino da Fonseca, de 42 anos, que morreu depois de cair no Rio Tejipió, na última quinta-feira (13), no trecho que passa pelo bairro do Totó, no Recife. No momento da queda, Luciana estava com o filho de um ano e meio no colo. A criança foi salva por dois homens que passavam pelo local no momento. Moradores afirmaram que o marido da vítima, Armando Coelho da Silva, havia batido nela antes da queda. Em entrevista à repórter Cínthia Ferreira, da TV Jornal, Armando negou as acusações e afirma que vai criar o filho. A mulher tinha problemas mentais e havia sido abandonada pela família. Ela passou a viver em abrigos do governo. O curador dela, Rogério Lessa, nomeado pela justiça para ser responsável por Luciana, disse que, desde 2011, ela havia saído do abrigo, mas a função dele permaneceu. De acordo com Rogério, nesta semana a prefeitura de Jaboatão dos Guararapes deve ir à residência do casal para ver se o pai da criança tem condições de criar o filho. O acidente aconteceu na última quinta-feira, mas o corpo da mulher só foi encontrado no sábado (15), por mergulhadores do Corpo de Bombeiros. A grande quantidade de lixo no rio dificultou o trabalho dos profissionais. A Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) retirou 90 toneladas de lixo do curso de água.

Mais Lidas