Pesquisa revela que para bicicleta deixar de ser lazer, é preciso investimento em infraestrutura

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/03/2014 às 15:00
Leitura:
Com informações do JC Online cicl Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem Levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau mostra que o recifense gosta, aprova e quer a expansão do uso da bicicleta na cidade, uma forma de redescobri-la. Mas que, sem infraestrutura para oferecer rotas racionais, interligadas e, principalmente, seguras, o uso será prioritariamente para o lazer. A maior parte da população não trocará o carro, a moto e até mesmo o transporte público para chegar de bike ao trabalho se o poder público resistir à implantação de ciclovias e ciclofaixas. Em entrevista à JC News com Everson Teixeira, o economista Djalma Guimarães, um dos responsáveis pela pesquisa, explica que a pesquisa revela também a necessidade de mudança de postura de empresas. No uso cotidiano, as pessoas se preocupam com o lugar onde vão poder deixar as bicicletas, além de apontarem a necessidade de um local adequado para tomar banho e se trocar para o trabalho, por exemplo.

Mais Lidas