Em ano de Copa do Mundo no Brasil, polícia e igreja se unem para combater o tráfico humano

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/03/2014 às 17:30
Leitura:
debateeee O debate na JC News com Everson Teixeira, desta quinta-feira (27), falou sobre o tráfico de pessoas. O crime é o tema da Campanha da Fraternidade de 2014 e chama ainda mais atenção no ano em que se realiza a Copa do Mundo no Brasil. Participam do programa o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, e Giovanni Santoro, assessor da Polícia Federal em Pernambuco. A pesquisa Diagnóstico sobre Tráfico de Pessoas nas Áreas de Fronteira no Brasil, divulgada pelo governo federal em outubro de 2013, aponta que, entre 2005 e 2011, um terço dos indiciados por tráfico de pessoas foi preso em região de fronteira. Dos 384 indiciamentos, 128 foram registrados na fronteira brasileira que tem 15.719 quilômetros de extensão ao longo de 11 estados. O levantamento constatou que as pessoas geralmente são traficadas para fins de exploração sexual e trabalho escravo. Também detectou situações como pessoas traficadas para a prática de mendicância e de crianças e adolescentes para servidão doméstica. A maioria das vítimas são mulheres, na faixa etária de 18 a 29 anos. Além das mulheres, também são vítimas do tráfico humano crianças e adolescentes, travestis e transgêneros, geralmente em condição de vulnerabilidade, seja pelas condições socioeconômicas, seja pela presença de conflitos familiares, seja pela violência sofrida na família de origem. E a nossa enquete: Você acha que a punição de 3 a 8 anos de prisão é suficiente para quem comete tráfico humano? - https://bit.ly/1o4Fw7H

Mais Lidas