Governado Eduardo Campos (PSB) volta a pedir CPI no caso da Petrobras. Senador Humberto Costa (PT) critica postura do gestor

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/03/2014 às 8:00
Leitura:
Da Redação eduardo01 Foto: JC Imagem Eduardo Campos esteve na cidade de Palmares, na Mata Sul pernambucana durante esta quarta-feira (27). Ele participou de uma entrevista na Rádio Cultura dos Palmares e falou sobre as obras da barragem de Serro Azul. Em 2010 e 2011, enchentes destruíram boa parte da região e de acordo com o governador, um dos objetivos da obra é evitar esse problema. Muitos moradores locais resistiram em deixar as casas e ainda há um temor a respeito da construção e alagamento dessa barragem. Na conversa, Eduardo Campos tranquiliza os moradores em relação às indenizações e diz que não há o temer em Serro Azul. Uma outra questão abordada na conversa foi a crise que abala a maior empresa estatal do Brasil. O governador citou as dívidas da Petrobras e reforçou a desvalorização ocorrida nos últimos três anos do governo de Dilma. De acordo com Eduardo Campos, a empresa vale a metade do que valia quando lula era o presidente do País. O assunto também circulou em torno da compra da refinaria no Texas, fato que gerou um prejuízo bilionário a Petrobrás. Eduardo Campos defende a criação de uma CPI para investigar os erros e tentar recuperar a grandeza da empresa brasileira. Humberto Costa, do PT, se posicionou em relação às opiniões do governador Eduardo campos sobre a crise na Petrobras. O senador concedeu entrevista à Rádio JC News esta semana e afirmou não entender os motivos para questionamentos sobre o tema.

Mais Lidas