Luto e desespero em enterro de torcedor assassinado após jogo no Estádio do Arruda


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/05/2014 às 8:43
Leitura:
Presidente Dilma Rousseff cobra soluções da Federação Pernambucana e da CBF Da Rádio Jornal Foto: Ana Maria Miranda / NE 10 Foto: Ana Maria Miranda / NE 10 Para Joelma Valdevino da Silva, a vida nunca mais será a mesma. Ela perdeu o filho Paulo Ricardo Gomes da Silva na sexta-feira (2), de uma forma inesperada e cruel. O torcedor, assassinado após ser atingido por um vaso sanitário no jogado da arquibancada no Estádio do Arruda para fora do local, foi sepultado na tarde do domingo (3), no Cemitério de Santo Amaro. O caso, que teve repercussão mundial, ganhou nota de repúdio do arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. Ele alerta que o futebol, que deveria ser uma atividade de lazer, está se tornando uma chance fanáticos praticarem o mal. O padrasto de Paulo Ricardo, Maurício Francisco de Oliveira, desabafa que não aguenta mais tanta violência nos estádios brasileiros. Mãe e noiva de Paulo Ricardo se emocionaram muito em velório. Foto: Rádio Jornal Mãe e noiva de Paulo Ricardo se emocionaram muito em velório. Foto: Rádio Jornal A noiva de Paulo, Amanda França, conta que ele teria ido ao jogo para tirar fotos das torcidas e postar em blogs. Paulo Ricardo foi ao Arruda na última sexta-feira para assistir ao jogo entre Santa Cruz e Paraná, pela segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Ao fim da partida, dois vasos sanitários foram jogados em direção à rua por onde passavam vários torcedores, entre eles, Paulo, morreu na hora. Outros três ficaram feridos. José lima, 21 anos, continua internado no Hospital Getúlio Vargas. A repórter Karoline Fernandes este nas redondezas do Estádio do Arruda para conferir o sentimento dos moradores, torcedores do Santa Cruz e também de outros times após essa tragédia. O cenário da morte de Paulo Ricardo era devastador. Foto: Guga Matos/JC Imagem O cenário da morte de Paulo Ricardo era devastador. Foto: Guga Matos/JC Imagem O perito criminal Fernando Benevides foi o responsável pela perícia e detalha a cena do crime. Neste fim de semana a Secretária de Defesa Social divulgou imagens que podem ajudar nas investigações da morte do torcedor. De acordo com o secretário Alessandro Carvalho, houve falha na segurança patrimonial do Santa Cruz. O Disque Denúncia de Pernambuco oferece uma recompensa de até R$ 5 mil para quem tiver informações sobre o responsável. Quem mora na capital e zona da mata norte pode ligar para o 3421-9595. No interior o fone é o (81) 3719-4545. Também é possível enviar informações para o site www.disquedenunciape.com.br, que funciona 24 horas. O anonimato é garantido. >> Secretário Estadual da Criança e da Juventude espera punição exemplar Em entrevista ao comunicador Geraldo Freire, o secretário Estadual da Criança e da Juventude, Pedro Eurico, afirmou que os culpados pela morte de Paulo Ricardo serão responsabilizados por homicídio doloso, quando há intensão de matar. "Quando você joga um objeto de uma altura de 20 metros, você está calculando o risco de machucar seriamente alguém", disse. Pedro Eurico disse que é preciso se pensar mais na educação dos jovens e promover uma cultura de paz, para se interromper essa espiral de violência. "Nós vamos ampliar a presença do estado perante os jovens", afirmou. O secretário falou ainda da parceria com a vara de justiça para conter as torcidas. Ele lembrou da proposta do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) de erradicar as torcidas organizadas. >> Decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva mantém interdição no Arruda e proíbe torcidas tricolores em todo o país >> Náutico alerta sobre a necessidade de cortar laços com torcidas organizadas presidente do clube, Glauber Vasconcelos, considera que os discursos após a tragédia são vazios e que serão esquecidos em 15 dias. Glauber disse que o Náutico tomou decisões e rompeu com as torcidas organizadas mesmo com ameças. De acordo com ele, o time tirou a sala que pertencia à Fanáutico, que não dá mais ingresso às torcidas e nem dá viagens. "Não se pode transferir a culpa só para os clubes", afirmou. >> Em rede social, presidente Dilma Roussef cobra soluções da Federação Pernambucana e da CBF após episódio violento no Arruda. Leia também: Torcedor atingido por vaso sanitário é sepultado sob forte comoção em Santo Amaro Torcedor morre atingido por vaso sanitário ao sair do estádio do Arruda

Mais Lidas