Presidente do Santa Cruz afirma que o clube irá recorrer da decisão do STJD

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/05/2014 às 16:25
Leitura:
Em entrevista coletiva, nesta segunda-feira (5), no Arruda, o presidente do Santa Cruz, Antônio Luiz Neto, e a equipe jurídica do clube informaram que vão recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O STJD determinou como punição, que os dois próximos jogos do clube ocorram de portas fechadas. A torcida também não pode frequentar qualquer estádio do país até que a investigação esclareça o caso do torcedor morto após ser atingido com um vaso sanitário jogado de dentro do estádio, na última sexta-feira (2), durante partida entre o Santa Cruz e Paraná. Em sua fala, Antônio Luiz Neto se disse solidário à família do rapaz, e voltou a afirmar que o Santa Cruz é vítima de assassinos. Para presidente, o clube cumpriu todo o protocolo de segurança e não pode servir de "bode expiatório". Além de enfrentar a Justiça Desportiva, o Santa Cruz pode sofrer processos cíveis e criminais, já que a família pretende mover uma ação contra o clube. Antônio Luiz Neto, observou que a punição do STJD agrava ainda mais a situação financeira do time Coral. O diretor de segurança do Santa Cruz, Major Flávio Bione, acredita que os criminosos teriam invadido o estádio, após a varredura. Outra hipótese seria de que os envolvidos teriam se escondido dentro do Arruda. Dos vestiários até a distânia onde as latrinas sanitárias foram atiradas, os criminosos andaram cerca de 200 metros. As imagens das 16 câmeras existentes no estádio ainda estão sendo analisadas pela polícia. A delegada Gleide Ângelo está à frente das investigações. Mais informações com a repórter Karoline Fernandes:

Mais Lidas