Réus no caso de assassinato do advogado Manoel Mattos vão ser julgados no Recife

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/05/2014 às 16:21
Leitura:
Da Rádio Jornal Advogado atuava no enfrentamento de grupos de extermínio na divisa da Paraíba e Pernambuco. Ele foi morto por pistoleiros em janeiro de 2009 na PB Foto: Reprodução/ Facebook Advogado atuava no enfrentamento de grupos de extermínio na divisa da Paraíba e Pernambuco. Ele foi morto por pistoleiros em janeiro de 2009 na PB
Foto: Reprodução/ Facebook

Vão ser julgados em Pernambuco os acusados de envolvimento na morte do advogado, ativista dos direitos humanos e vice-presidente estadual do PT, Manoel Mattos. A decisão é do Tribunal Regional Federal da quinta região.

O primeiro júri popular, marcado para novembro de 2013, na Paraíba, não aconteceu por falta de jurados. Ainda sem data marcada, a mãe de Manoel Mattos, Nair Ávila, afirmou que a mudança do local do julgamento foi uma conquista.

Mattos dedicou boa parte da carreira à defesa dos direitos dos trabalhadores rurais e denunciava a ação de grupos de extermínio na divisa entre os estados de Pernambuco e Paraíba. O presidente da OAB-Pernambuco, Pedro Henrique Reynaldo Alves destacou que crimes como esse são comuns também em outros Estados.

Os réus Flávio Inácio Pereira e Cláudio Roberto Borges são apontados nas investigações como mandantes do crime. José da Silva Martins e Sérgio Paulo da Silva seriam os executores.

Confira estas e outras informações na matéria de Carlos Simões:

Mais Lidas