Durante visita de Dilma, estudantes e índios bloqueiam BR-428 em protesto

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/05/2014 às 16:20
Leitura:
Da Rádio JC News Atualizada em 13/05 às 15h30  dilma1 Foto:  Divulgação Durou cerca de 20 minutos, a visita da presidente Dilma Rousseff à primeira estação de bombeamento do eixo norte do projeto de Integração do Rio São Francisco, em Cabrobó, sertão de Pernambuco. Acompanha do Governador João Lyra Neto e de senadores,a petista sobrevoou as obras que vão elevar o nível do rio. Dilma desembarcou por volta das 15hr30 na cidade de Cabrobó, no Sertão do São Franciso, 586km do Recife, para vistoriar as obras do projeto de Transposição do Rio São Francisco. Antes da chegada da presidente, índios e estudantes realizaram um protesto que interditou a BR-428. Entre as reivindicações  na região de Cabrobó, além de melhorias para os índios. Em entrevista à JC News, nesta terça-feira (13), o engenheiro civil, doutor em hidráulica e saneamento e professor da área de recursos hídricos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), João Abner Guimarães, apontou como solução para a falta dágua a construção de adutoras. O especialista considerou a transposição do Rio São Francisco uma fraude. Ele destacou que o projeto não é viável financeiramente. Em entrevista à JC News com Aldo Vilela, o prefeito de Cabrobó, Auricélio Torres (PSB), falou sobre a preparação do município para receber a visita presidencial: Em entrevista à Joffre Melo, o líder do PT no Senado, o senador Humberto Costa, saiu em defesa da presidente Dilma. Ele disse que a expectativa é que aconteçam mais aplausos do que vais nas Sertão e completou: O prefeito deveria agradecer à presidente e não pensar em realizar qualquer tipo de protesto. A deputada estadual Teresa Leitão (PT) também criticou a fala do prefeito de Cabrobó e disse que ele deveria achar bom ser lembrado pelo Governo Federal em visita. No entanto, a vinda de Dilma a Pernambuco acontece sem a presença de nomes importantes do próprio PT em Pernambuco, como Humberto Costa, Pedro Eugênio, João Paulo e a própria Teresa Leitão. A deputada se justifica: Sobre os objetivos da agenda presidencial no Estado, o âncora Everson Teixeira entrevistou o deputado federal João Paulo (PT): O Ceará também está incluído na visita presidencial. De Pernambuco, a petista segue para Jati, onde irá vistoriar a conclusão de uma barragem. E concluí a agenda com a inauguração do Túnel Cuncas II, na Paraíba. Em abril, a presidente veio ao Estado para o lançamento do Navio Dragão do Mar no Estaleiro Atlântico Sul e  para inaugurar a primeira etapa da Adutora do Pajeú. Durante a visita, Dilma também assinou a ordem de serviço para o início da obras da segunda etapa da adutora. Esta é a segunda vez que a presidente vem ao estado desde a mudança de Eduardo Campos para São Paulo, quando o socialista confirmou sua pré-candidatura ao palácio do planalto.

Mais Lidas