PMs não participam de operação da SDS para prender suspeitos de tráfico e homicídios


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/05/2014 às 10:20
Leitura:
Da Rádio Jornal, com informações do JC Online Ao contrário do que é comum acontecer, a Polícia Militar não participou de uma ação do Pacto Pela Vida, organizada pela Secretaria de Defesa Social (SDS), para prender suspeitos de tráfico de drogas, homicídios, roubo e receptação de produtos roubados. A operação, deflagrada no início da manhã desta quarta-feira (14) e denominada Lock Down, deveria contar com 110 PMs, mas nenhum deles compareceu e as prisões foram feita apenas por policiais civis. Na última terça, a categoria já tinha decidido paralisar as atividades. Nesta quarta, o grupo decide em assembleia os rumos da paralisação. As investigações duraram seis meses. Os presos estão sendo levados para a sede do Grupo de Operações Especiais (GOE), no Cordeiro, Zona Oeste do Recife. Segundo a polícia, os suspeitos atuavam no município de Camaragibe. Foram cumpridos 29 mandados de prisão, sendo 25 de prisão temporária e quatro de prisão preventiva, além de 20 mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos pelo Juízo de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Camaragibe-PE. Saiba mais na reportagem de Ísis Lima:

Mais Lidas