RMR é alvo de saques, assaltos e arrastões. Exército tenta conter onda de violência

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/05/2014 às 1:15
Leitura:
Da Rádio Jornal, com informações do JC Online Atualizado às 17h00 Loja de sapatos arrombada em Abreu e Lima. Foto: Karoline Fernandes/Rádio Jornal
Loja de sapatos arrombada em Abreu e Lima. Foto: Karoline Fernandes/Rádio Jornal
Nesta quinta-feira (15), como reflexo do clima de tensão e insegurança proporcionado pela greve dos Policiais Militares e Bombeiros do Estado, cidades por todo o estado estão registrando  assaltos, saques, assaltos e arrastões. Funcionários de lojas estão sendo liberados para garantir a segurança. Um homem foi morto na Favela do Bode, no Bairro do Pina, Zona Sul do Recife. Conhecido como Bambi, a vítima era conhecida na região por várias tentativas de assalto. Ele foi atingido por um tiro após tentar roubar uma mulher que passava de carro na Avenida Domingos Ferreira. Na Zona Sul do Recife, o supermercado Arco-íris, localizado na Avenida Jean Emile Favre, no Ipsep foi saqueado. Cerca de 50 pessoas forçaram as portas do estabelecimento e furtaram aparelhos celulares, alimentos e outros produtos de menor valor. No Arruda, a reportagem do NE10 foi alvo de vândalos. Após flagrarem um grupo que saqueava um caminhão de água mineral na Rua Odorico Mendes, a equipe foi recebida apedrejada. A repórter Marília Banholzer deu detalhes da situação da Zona Norte do Recife: PEIXINHOs Foto: Alana Lima / Rádio Jornal Em peixinhos, na esquina com a Avenida Gomes de Azevedo o clima está bastante complicado. Homens do Exército já estão na localidade desde às 13h30 para controlar a confusão. Mais cedo houve tentativa de saque a uma loja da insinuante. Mais informações no Flash da repórter Alana Lima: Em Abreu e Lima, por conta do clima de pânico, a Prefeitura da Cidade decretou ponto facultativo. A repórter Karoline Fernandes informa que os saques continuam acontecendo nesta manhã. Policiais da Cidade observam os roubos acontecerem sem tomar nenhuma atitude. Loja de eletrodomésticos ficou completamente danificada. Foto: Karoline Fernandes/Rádio Jornal Loja de eletrodomésticos ficou completamente danificada. Foto: Karoline Fernandes/Rádio Jornal Crianças, adultos e até idosos participam de saques em Abreu e Lima e também em Paulista. Imprensa acompanha de longe, pois os saqueadores estão atirando paus e pedras nos jornalistas. Lojas fecham as portas em Paulista. Foto: Karoline Fernandes/Rádio Jornal Lojas fecham as portas em Paulista. Foto: Karoline Fernandes/Rádio Jornal Confira as informações da redação: Em Garanhuns, o repórter Eduardo Peixo também registrou denúncias de arrastões e saques. Os comerciantes, alarmados, fecharam as portas: Confira informações de ouvintes de todo o estado: Pela manhã, uma relojoaria instalada no Hiper Bompreço de Casa Forte foi assaltada por quatro homens armados. Eles fugiram do local levando dinheiro e mercadorias. Funcionário da loja diz que os acusados estavam calmos durante a ação: Em Itambé, Zona da mata Norte do estado e divisa com a Paraíba, o cenário também é devastador. O repórter Roberto Carvalho traz as informações: ABREU E LIMA - Lojas do centro de Abreu e Lima foram alvo de saqueadores na noite desta quarta-feira (14). Eletrodomésticos e produtos eletrônicos foram levados de estabelecimentos que foram arrombados. Além dos saques, um protesto causou transtornos a moradores e motoristas que passaram pela BR-101, no município. À tarde, caminhões de lojas também foram saqueados. scheppa-saques Foto: Hélia Scheppa / JC Imagem A Polícia Rodoviária Federal enviou equipe ao local, mas o efetivo não é suficiente para conter os manifestantes. O clima na cidade é de desespero e tensão. Há a ameaça de saques às residências no centro da cidade. As lojas contrataram segurança privada ao longo do dia. Os seguranças chegaram a deter alguns envolvidos na ação. PRISÕES - Os saques ocorridos em Abreu e Lima e a desordem instalada no centro da cidade na noite desta quarta-feira resultou na prisão de nove pessoas. Os suspeitos foram detidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por furto a estabelecimentos comerciais. Os flagrantes foram registrados na Delegacia de Polícia Civil de Paulista.

Mais Lidas