Continuam as ouvidas do caso do médico encontrado morto em Jaboatão dos Guararapes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/05/2014 às 17:13
Leitura:
médico interna Continuam as investigações do caso do médico Artur Eugênio de Azevedo Pereira encontrado morto na BR-101, em Jaboatão dos Guararapes, na última terça-feira (13). A polícia vai ouvir nesta sexta-feira (16) mais testemunhas. Os depoimentos começaram nesta quinta-feira, e a previsão é de que continuem até a próxima semana. A recompensa de R$ 10 mil do Disque-Denúncia continua a ser oferecida. A superintendente do disque-denúncia do estado, Carmela Galindo, explica que a atuação do programa é essencial para o andamento das investigações. Um porteiro de um prédio na rua dos navegantes, em Boa Viagem, falou nesta quinta-feira.  Ele contou que viu o momento em que uma pessoa entrou no carro do médico, por volta das 21h30. O porteiro afirma que não conseguiu ver o rosto do suspeito. O corpo de Artur foi encontrado na última terça, na pista local da BR-101, na comunidade de Comporta, em Jaboatão, com quatro marcas de tiros na cabeça, nas costas e no braço direito. O veículo foi encontrado incinerado no bairro da Guabiraba horas depois. A polícia investiga a hipótese de vingança. Quem tiver alguma informação sobre o caso, pode denunciar pelo telefone do Disque-Denúncia, pelo número 3421.9595. Mais informações com a repórter Ismaela Silva:

Mais Lidas