Lideranças podem responder a processo administrativo ou inquérito criminal

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/05/2014 às 16:09
Leitura:
Da Rádio Jornal Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem As informações estão sendo reunidas e a mobilização pode ser considerado motim ou rebelião. Na próxima segunda-feira (19), uma comissão representando a tropa vai se encontrar com um grupo de parlamentares para decidir os rumos do caso. Cerca de 2.250 homens do exército vão continuar no policiamento ostensivo nas ruas de Pernambuco. A princípio, o efetivo vai permanecer até a quinta-feira (29). Durante a paralisação dos policiais militares, foram registrados 40 homicídios no estado. No quesito roubos, o crescimento no período é de mais de 130%, comparado ao período que vai de 1º de janeiro a 12 de maio. O secretário Estadual de Defesa Social, Alessandro Carvalho, fala do impasse em torno das punições: Um novo encontro entre os órgãos de segurança pública está marcado para segunda-feira, seguido de entrevista coletiva. O comandante da Operação Pernambuco do Exército, general Jesus Correia, faz um balanço positivo das atividades:

Mais Lidas