José Agripino afirma que Renan Calheiros foi incoerente na instalação da CPI da Petrobras

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/05/2014 às 11:00
Leitura:
agripino Foto: José Cruz / Agência Brasil Em entrevista à JC News com Aldo Vilela, nesta terça-feira (20), o senador José Agripino Maia (DEM) disse que a CPI da Petrobras foi instalada apenas para desviar a atenção. De acordo com o senador, ela é a antítese do que uma CPI deve ser, que é o direito das minorias e a garantia de uma investigação com isenção. O senador acredita que a composição da comissão, que é controlada pela base aliada, significa que os fatos não serão investigados sem viés político. Na visão de Agripino, nomes como o de Jarbas Vasconcelos e de Pedro Simon deveriam estar na CPI representando políticos conhecidos pela sociedade e que não são aliados do governo. Sobre as investigações do Porto de Suape na CPI, o senador José Agripino considera que foi uma clara retaliação ao pré-candidato à presidência, Eduardo Campos (PSB), ex-governador de Pernambuco. O senador também acredita que, em breve "vão inventar alguma coisa para investigar Aécio Neves", também pré-candidato.

Mais Lidas