Refinaria de Pasadena estava "barata" quando foi comprada, diz ex-presidente da Petrobrás

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/05/2014 às 15:02
Leitura:
agência brasil Foto: Agência Brasil Nesta terça-feira (20) o ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli afirmou, durante depoimento à CPI da estatal no Senado, que a refinaria de Pasadena estava "barata" quando foi comprada, em 2006. Gabrielli disse que os primeiros 50% foram comprados a um valor equivalente a menos da metade do preço médio das refinarias, na época. A compra de Pasadena está sob investigação de diversos órgãos, como a Polícia Federal e o Tribunal de Contas da União, sob a suspeita de ter provocado prejuízo milionário aos cofres públicos. O ex-presidente da estatal explicou ainda que a refinaria era "extremamente bem localizada e, portanto, com um preço atraente". Sérgio Gabrielle também disse a presidente da república não foi responsável pela compra da Refinaria de Pasadena, no Texas. Em entrevista recente, o ex-presidente da Estatal disse que Dilma Rousseff não poderia fugir da liberdade pela compra da refinaria. Sérgio Gabrielle também garantiu que a Refinaria de Abreu e Lima vai entrar em operação em um ano. Ouça na íntegra o depoimento do ex-presidente da Petrobrás na CPI do Senado:

Mais Lidas