Campus da UFRPE, em Serra Talhada, pode parar as atividades


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/05/2014 às 16:37
Leitura:
Da Rádio Jornal Com a paralisação, serviços como os do Hospital das Clínicas estão comprometidos Foto: Arquivo JC Imagem Com a paralisação, serviços como os do Hospital das Clínicas estão comprometidos
Foto: Arquivo JC Imagem

Os servidores técnico administrativos da Universidade Federal de Pernambuco ocuparam a reitoria da instituição, no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife, na manhã desta quarta-feira (21). A categoria, que está em greve há 59 dias, impediu a entrada de funcionários no prédio.

Os servidores levaram faixas e um carro de som para cobrar agilidade na pauta de reivindicações, que inclui a implementação dos turnos corridos com 30 horas semanais, que foi promessa do reitor Anísio na campanha enquanto candidato, como detalhou o coordenador de comunicação e imprensa do Sindicato dos Trabalhadores da UFPE, Guilherme Costa Neto.

Confira no flash de Karoline Fernandes:

Na Universidade Federal Rural de Pernambuco, os professores também se mobilizaram e aderiram à paralisação nacional. Nos outros campi da UFRPE, em Serra Talhada e Garanhuns, os docentes também aderiram ao movimento.

Unidade da UFRPE em Serra Talhada, no Sertão do Estado Foto: Divulgação Unidade da UFRPE em Serra Talhada, no Sertão do Estado, pode parar as atividades nesta sexta-feira (23)
Foto: Divulgação

São cerca de 700 professores associados ao sindicato da categoria. Eles pedem a revisão do plano de cargos e carreiras e melhorias trabalhistas. A expectativa é de que o campus de Serra Talhada pare as atividades na próxima sexta-feira.

Confira outros detalhes na reportagem de Ísis Lima, com a repórter Vanessa Falcão:


Mais Lidas